sexta-feira, 4 de junho de 2010

Está chovendo

Há certas coisas na vida que eu simplesmente nunca aceitei. Há certezas que eu sempre guardei. Há convicções que eu nunca deixei. Há traumas que eu nunca tratei.
Pra que servem as tempestades? Quando os meus castelos são molhados, somente o que é sólido prevalece. E eu descubro a realidade de alguns deles: pura areia. Enxergo convicções baseadas em costumes, em falsas verdades, em emoções, em sentimentos, em nada. Realizo a quantidade de hábitos baseados em falsos princípios, falso altruísmo, falso amor, mera religião.
Eu nunca estive pronta para os problemas. Nunca experimentei a realidade da dor sem superdimensioná-la ou sem me enxergar como mera vítima da situação. Sempre corri pro Refúgio como quem poderia me consolar, não como o próprio mentor da tormenta, não. Dura é a verdade, difícil, sofrida. Mas libertadora.
A Palavra que eu creio me diz que eu conhecerei a verdade e ela me libertará. Nenhum doente pode ser curado sem saber da sua doença. Nenhuma mulher pode preparar o enxoval sem saber que está grávida. Nenhum homem pode aprender algo sem estar ciente da sua ignorância. Da mesma forma eu não posso ser transformada sem saber que a minha forma de hoje está errada.
O processo não precisa ser lento, demorado, letárgico. O quanto antes se toma consciência, mais cedo se enfrenta o processo. A tempestade vem pra provar as construções, o material e o alicerce. Eu olho pela janela e eu sei, já está chovendo.

3 comentários:

cleusa disse...

Filha, vc tá bombando nos escritos hein? sempre gostou e agora se soltou! Parabéns minha linda!

Tainá disse...

Que fofa, brigada, mãe! Amo seus encorajamentos. :*

Martins disse...

"Quando os meus castelos são molhados, somente o que é sólido prevalece".

"Eu nunca estive pronta para os problemas. Nunca experimentei a realidade da dor sem superdimensioná-la ou sem me enxergar como mera vítima da situação. Sempre corri pro Refúgio como quem poderia me consolar, não como o próprio mentor da tormenta, não. Dura é a verdade, difícil, sofrida. Mas libertadora".

NUssss !! IMPACT ! \o/