domingo, 28 de março de 2010

Merci est encore peu, Père

Chegar em casa depois de dois dias exposta à glória de Papai é sempre inspirador. E as letras das canções não me saem da mente. As sensações, a lembrança dos doces momentos juntos, do calor, do aconchego, da graça, do amor envolvente, do ambiente extremamento acolhedor.. E a alegria permanece pelo simples fato de que eu O posso ter todos os dias. Cristo em nós, a esperança da glória. Glória hoje, glória na terra, Deus na terra, Deus em carne, Deus em nós.  Assim na terra como nos céus, Pai. Soberano, Grande, Forte, Pai da Eternidade, meu Príncipe da Paz, meu Amigo, Amadíssimo, Desejado do meu coração. Meu espírito se revolve dentro de mim só de ouvir a Tua voz. E por não poder mais nada dizer, termino com a canção que caminha pelos meus pensamentos desde então: "Je ne pourrais pas te dire combien je t'aime, alors entends mon coeur.."
Entends mon coeur

2 comentários:

cleusa disse...

Filha, traduza a canção para o português, assim não vale, hahaha.
Beijo grande:)

Tainá disse...

haha, tah bom, mãe: "Eu não poderia te dizer o quanto eu te amo. Então escuta o meu coração.." :D